Categorias
Matérias gratuitos

Gestão Interina – para instituições de ensino

GESTÃO INTERINA – A HISTÓRIA

Foi na década de 70, na crise do petróleo que se seu início a gestão interina. No Brasil, esse modelo de prestação de serviços começou em 1997 e tem se tornado uma opção para gerenciamento de crises e/ou mudanças no cenário organizacional. A ideia de trazer um profissional, por tempo predeterminado, com ampla experiência e dedicado resolver um problema que a empresa esteja enfrentando no momento pode parecer fantasia, mas é real.

No mercado educacional teve início a mais ou menos 10 anos e é solicitada, em grande parte dos casos, em situações de dificuldade financeira.

COMO FUNCIONA PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS

Assim como as grandes empresas, as médias e pequenas também passam por situações de crise e o não crescimento/desenvolvimento é um exemplo disso.

Tendo a dura missão de se destacar e se manter competitivas no mercado, o gestor interino identifica a crise dentro da empresa, trazendo uma visão de fora, elabora um planejamento e ele mesmo põe em ação pelo período predeterminado, sem vínculo empregatício.

Outro grande motivador é a dificuldade financeira, onde especialistas altamente qualificados elaboram planos de reelaboração e assumem a administração da empresa com uma equipe externa, fazendo a gestão completa.

Algumas das peças chaves levada em consideração para melhor resultado são:

– Verificar sobre concorrentes e quais metodologias estão sendo utilizadas. Isso não significa plágio, afinal, cada empresa terá um problema, planejamento e resolução personalizada;

– Soluções já existentes no mercado: buscar referências, cases de sucesso e inspirações também pode ajudar na resolução;

– Estar conectado com as mudanças: estamos sempre em constate mudanças e muitas delas podem ajudar a solucionar problemas, é necessário estar sempre antenado;

–  Explorar estruturas tecnológicas que deem retorno para a empresa.

QUAIS PONTOS A GESTÃO INTERINA TRABALHA DENTRO DA IES

Na educação, este método é recente, e para que este processo seja promissor, o gestor contratado deve primeiramente conhecer sobre os processos básicos da instituição, dominar sobre o setor de educação, assim como as diretrizes estipuladas pelo MEC. Com isso, não será necessário alterar propostas para que se adequem as normativas.

Profissionalizar a gestão, reestruturar o acadêmico e financeiro, reestruturar a captação de alunos, reorganizar os processos administrativos colocar a instituição no trilho são soluções, estas são os principais desafios da gestão em uma instituição.

LIVE MASTER

Acesse o link e entenda melhor com Ryon Braga e Leandro Scalabrin, CEO do Grupo SWA sobre Gestão Interina para instituições de ensino.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.